play_arrow
03/07/2017

11. Rito de Passagem

DENTRO DESTA PEQUENA SALA, QUE É NA REALIDADE UMA ESPÉCIE DE CONTEINER, RETRATAMOS UM MOMENTO DRAMÁTICO NA HISTÓRIA DO FUTEBOL BRASILEIRO. ESTAMOS NO ANO DE 1950. EM APENAS UM ANO E MEIO CONSTRUÍMOS O MARACANÃ, NA ENTÃO CAPITAL DO PAÌS – O RIO DE JANEIRO -- O MAIOR ESTÁDIO DO MUNDO À ÉPOCA,  FEITO  PARA A PRIMEIRA COPA DO MUNDO REALIZADA NO BRASIL.

NOSSA SELEÇÃO ERA UMA DAS FAVORITAS E O BRASIL ESPERAVA GANHAR O TÍTULO DE CAMPEÃO, MAS PERDEU PARA O URUGUAI. A DERROTA IMPÔS UM SILÊNCIO À NAÇÃO. POR ISSO, AQUI VOCÊ PODE PERCEBER UM TRATAMENTO ACÚSTICO ESPECIAL QUE PROVOCA UMA REFLEXÃO SILENCIOSA SOBRE A DERROTA. O GRANDE GOLEIRO BARBOSA, AO SE LEVANTAR NESSA CENA HISTÓRICA NOS DÁ UMA LIÇÃO DE VIDA DO ATLETA: MAIS IMPORTANTE DO QUE A QUEDA É SABERMOS APRENDER COM OS NOSSOS ERROS E NOS TORNAR MELHORES.


Copa do Mundo, 1950

A taça era nossa

O maior estádio do mundo foi construído para essa vitória.

Um empate era suficiente.

A euforia tomava conta do país

1 x 0 -  Brasil - A copa é nossa !

1x1 - A copa ainda é nossa !

2x1 - Uruguai - o coração do Brasil para !