Appfut

O palmeirense Osmar Santos


Osmar revolucionou o rádio esportivo brasileiro, a partir dos anos 1970. Seus bordões são conhecidos até hoje, como o “Ripa na Chulipa, “Pimba na gorduchinha”, “E que Goool!” e “Direto pro barbante”.  Cunhou o apelido de “Animal” para o atacante e ídolo do Palmeiras, Edmundo.

Atuou na Rádio Jovem Pan, Rádio Record, Gazeta de São Paulo e Rádio Globo, por onde cobriu as Copas do Mundo de 1978 e 1982. Em 1994, devido a um acidente de automóvel, teve de deixar a profissão. É homenageado em diferentes prêmios e locais, dando nome à tribuna de imprensa no Allianz Parque, à sala de exposições temporárias do Museu do Futebol, e à premiação da Rádio CBN (Programa de Juca Kfouri), “Troféu Osmar Santos”.